RSS Feed

Fisiologia do beijo.

 Não de diamantes a porcos(fisiologia do beijo).

“O beijo é um ato que faz o indivíduo se lembrar inconscientemente da amamentação, um período de entrega total. Por isso, traz conforto e confiança”, avalia o ginecologista e sexólogo carioca Amaury Mendes Júnior. Para a psiquiatra Carmita Abdo, da Universidade de São Paulo, ele faz parte de uma espécie de iniciação no mundo. “A boca é o principal órgão da comunicação e aprendemos desde cedo a demonstrar afeto por meio do beijo”, diz.

Também se investiga como o beijo interfere no cérebro e proporciona bem-estar. Um estudo da neurocientista Wendy Hill, do Lafayette College, nos Estados Unidos, constata que o encontro bucal aumenta a produção de ocitocina, o mesmo hormônio que instiga vínculos entre o bebê e a mãe. “O beijo aplaca o estresse e faz liberar endorfinas, substâncias por trás da sensação de tranquilidade”, diz Carmita.

Texto retirado do site http://saude.abril.com.br/edicoes/0338/bem_estar/fisiologia-beijo-631068.shtml

É por isso que uma coisa tão pura, tão bela; de uma mémoria acessada dessa relação tão intensa, pura e primordial.Não deve ser desperdiçada com beijos de uma balada, devemos preservar, se apaixonar, amar, se deixar  envolver, conquistar. Do gostoso de dormir juntinho sem malícia, do pegar nas mãos, do coração acelerar ao ver a pessoa, do tocar inocente. Então valorize isso ,e não sai distribuindo diamantes a porcos, de a quem valorize e valha a pena! Volte a amar e se sentir amado(a). Namastê!  

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: