RSS Feed

Síndrome do Pânico..

Bom faz muito tempo que não escrevo aqui, de qualquer maneira esses dias encontrei este depoimento, que escrevi quando recebi um dos maiores presentes da minha vida, que foi ter a síndrome do pânico, isso não é um incentivo para que ninguém, desenvolva.Por favor este não é o foco, o foco é que pra mim foi essencial esta transição pois foi através desta minha pré-disposição, que me tornei que sou hoje e quero compartilhar para alertar pessoas, que estão vivenciando isso hoje.Isso tem fim!

O que indicaria a esta pessoa, bom se encontre, não se cobre e veja o que você pode realizar  algo que gosta após é claro, uma melhora substancial do quadro,eu me encontrei em massagem  pois foi a única coisa que cessou minha mente de pensamentos repetitivos. Um psiquiatra pois este quadro exige tratamento, simplesmente por que é um quadro químico cerebral. Bom é isso se informe, não é frescura exige tratamento, pois só assim a cura. Segue o depoimento:

Pois bem,  como sempre acompanhada nunca sozinha, eu começarei a contar pra quem quiser ler,  o que eu experimentei de certa forma como experiência vivida, que eu tive um surto, sim  tive mais do que um por assim dizer muitas vezes,  pela minha mãe, e meu pai, que tentavam algumas vezes por um pouco de juízo em mim, dizendo o que poderia ou não fazer mais isso não vem ao caso, o que vem ao acaso é que eu tive, não só alguns surtos, como não reconhecer meus próprios pai e mãe como também não saber com precisão quem eu, era nem o que eu estava fazendo muito menos onde eu estava, os lugares simplesmente não pareciam familiares, por assim dizer tentei no dia de meu aniversário, algo que eu não recomendo que ninguém faça, como estava em tratamento com um psiquiatra específico, de 15 em 15 dias relatava coisas ou perguntas do tipo, posso ir ao manicômio para deixar meus pais em paz no sentido de descansados, afinal eu estava dando um bom trabalho ou então eu sou louca? Tenho esquizofrenia?ou qualquer outra doença que não seja lúcida?E o psiquiatra pedia para eu tomar de seroquel  uma pílula de manhã,  outra a tarde, e em seguida outra a noite e como já passava por um repertório de estresse, bem grande além de escutar repetidas vezes ,de meu pai como se fosse uma criança de 5 anos de idade você já tomou o seu remédio hoje???Lógico que o meu pai e eu o amo muito, mas vamos concordar que essa pergunta sucessivas vezes durante o dia, é no mínimo irritante e os olhos digamos talvez do não eyes que me mandavam, do tipo como se eu fosse a pior pessoa do planeta, e, no mínimo nem em 5 vidas, poderiam me libertar do que tinha feito pelo menos, era assim que me sentia.Então pra piorar a situação, como estava dizendo no dia, do meu aniversario  dia 16 de julho, para ser mais exata acordei como todos os dias, com as mesmas perguntas : O que faço da minha vida?? Eu não mi amo??Porque não vou tão bem nas notas??Enfim, acordei e logo fui tomar um grande café da manhã amo comer, de absolutamente tudo, menos berinjela e amo  experimentar coisas novas das mais malucas, até coisas infantis, como por exemplo aqueles saquinhos, que você abre e joga na boca e estala qualidade, a qual minha mãe diz admirar.Ela mi mandou uma mensagem como vocês podem imaginar de parabéns e aquelas clichês palavras como, que sua vida seja repleta de paz amor e etc..Frases as  quais no meu caso não dão, muito certo pois paz é uma palavra que não só almejei, sempre como nunca a tive por motivos pessoais, ao talvez não a merece não sei bom ,eu tomei mais do que devia naquele dia me refiro a quantidades de pílulas, que ingeri, uma cartela de seroquel para ser mais exata e ao contar para minha mãe que não só ficou uma fera, como me olhou com olhar do não eyes que já me olha a tempos, e meu irmão mais novo, bastante admirado por mim por ser simplesmente no mínimo sensato consigo mesmo o que não é de longe o meu caso ,desacreditou quando ouviu.

Então minha mãe me ofereceu a maior lição , que se pode dar a alguém que fez o que eu fiz, me levou para Amil em emergência e os enfermeiros que me atenderam, me colocaram em uma Cama do tipo quando se interna alguém.Um médico e um enfermeiro com eu suplicando por não, mas a vida me deu um sim, coloca sim nisso, colocaram uma sonda isso comigo acordada do nariz ate a garganta e mais saquinhos de soro de que pudesse contar, todos muitos gentis porém  irritados,com que eu havia feito, ele o enfermeiro que me colocou a sonda despeja em um tipo de balde, não só os comprimidos que  eu havia ingerido como também  a comida. Espantado com o  arrependimento  da minha parte veio rápido, depois disso  porque nossa como doía, aquela sensação da sonda, apesar de ser gostoso sentir o geladinho  do soro e estranho ver passar tudo pela sonda, ate o não visto,  porém imagino balde que ele despejava tudo.E por final como de brinde, num copinho de plástico uma substância preta, que foi passada pela sonda também para proteger meu estomago,do que eu havia feito com ele.Me passaram da cama para uma cadeira de rodas, onde fui até o carro de minha mãe se não me falha a memória, e os não eyes não só desta vez do meu pai, como do meu amado e admirado namorado e por fim de minha mãe e etc.E para terminar  meu irmão, que iria para a casa de minha mãe, não foi para lá.Eu cheguei exausta, com o deslizador por assim dizer, que tenho,porque sempre fui elogiada, que desligava ou dormia muito fácil, com os não eyes novamente ao meu redor, me vigiando.Mas antes meu pai que estava de casaco preto, subiu as escadas da sala cozinha, sala por que o apartamento,  leva a  marca p, de pequeno, como para me dar um abraço, e lançar novamente, os não eyes,( que são os olhos de reprovação que ultimamente lançara por um bom tempo).Depois desliguei, na cama ,cercada pelos não eyes  dos indivíduos,  já citados cima.Então logo depois, vieram pra casa minhas, primas com seus respectivos, namorados e minha tia com o respectivo dela, trouxeram não só o não eyes, como também um bolo surpresa, de chocolate e morangos delicioso.Um creme da natura, vermelho edição inverno e um livro de desenho para aprender a desenhar, e para minha irmã, que havia feito aniversário dia 8, um sabonete com uma caixa, que dava vontade de comer porque, em sua ilustração havia framboesas suculentas,  e,  tipo uma fatia de  chesscake.

Bom este é o depoimento, não entendo em perfeito de português, talvez a maneira como escrita, não esteja correta, pórem o que importa é  o compartilhar, com a esperança que se você  que está lendo, se tiver passando por isso, saiba que é apenas um momento,espero dar alívio e fornecer uma humilde indicação através do que vivenciei.

Ate, maiss..

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: